Reglobal – “O país não muda por causa de um presidente”

Ativore Global Investments - 05 de maio de 2017

Especialistas estão confiantes na nova política econômica de Trump.

A segunda edição do Reglobal, o maior evento anual da Ativore, contou com especialistas em imóveis para renda nos Estados Unidos e Portugal, que apresentaram tendências, estratégias e novas cidades que estão despontando como ótimos lugares para investimento.

Evitando áreas de turismo na Flórida, consideradas voláteis, a Avesta investe em locais que apresentem geração de emprego e crescimento populacional. “Atuamos mais ao norte da Flórida, com a classe média, onde compramos, fazemos diversas melhorias no imóvel e em sua operação e vendemos”, contou a CFO da Avesta, Rachel Ridley. Como exemplo, um dos empreendimentos da empresa, o Avesta Shore Club, está com 96% de ocupação.

Na Califórnia, a demanda vem crescendo para os imóveis comerciais. Muitos galpões industriais estão sendo ocupados na cidade, como é o caso da Amazon, que acaba de levar uma de suas plantas para lá. “O mínimo para investir é US$ 1 milhão, mas esse valor pode ser diluído em mais de um imóvel”, explicou o CEO da Brixton Capital, Travis King.

De acordo com o especialista no nicho Single Family em Atlanta e CEO da Buy Cash Flow Properties, RJ Palano, o que leva investidores a esse mercado é a fácil compreensão do produto, a liquidez, o cash flow e o desejo de diversificar os investimentos em algo rentável e de baixo risco. “Além disso, a segurança dos EUA é um ponto forte e atraente em nosso negócio, que conta com a estabilidade do dólar, um mercado de trabalho sólido – com 235 mil novos empregos só em fevereiro – e benefícios fiscais”, acrescentou.

No nicho Multifamily, o especialista Carlos Vaz, CEO da Conti, com atuação em Dallas, investe pessoalmente em cada projeto, que somam, em conjunto, mais de 6.500 unidades. A seleção dos empreendimentos é muito rigorosa, o que proporciona rentabilidade alta e segurança no investimento, além de ter a distribuição mensal da receita do aluguel. “Dallas está muito bem localizada, com acesso aos principais aeroportos dos EUA. Além disso, a dependência do petróleo é de apenas 6%, com uma economia bem diversificada e um mercado de trabalho ativo”, comentou Vaz.

Com a diminuição no limite de investimento para o Golden Visa, passando de 500 para 350 mil euros, a classe média está procurando Portugal para investir e morar. “Temos três perfis de investidor: o sazonal, ou seja, que adquire imóveis para alugar na alta temporada; o visionário, que aguarda o momento certo para investir em imóveis com promessa de desenvolvimento imobiliário; e o investidor que busca retorno seguro, com investimento nas zonas premium, como é o caso de Chiado”, explanou a fundadora da Kleya Premium Living, Alexandra Cesário.

Os presentes no Reglobal conferiram um novo mercado para imóveis de rendimento que está ganhando destaque nos EUA. A Filadélfia, localizada na costa leste e a 5ª maior cidade norte-americana, apresenta 2,9% de vacância e conta com um rendimento mínimo de 9% ao ano nos aluguéis de casas.

“Compramos casas nos bairros B e C, mas nunca em guetos. São imóveis antigos, que reformamos desde o telhado até a parte hidráulica, tudo com garantia. Não são as casas mais bonitas, mas são aquelas com que você ganha dinheiro”, disse Jay Walsh, COO da ABC Capital Investments, empresa que administra mais de 1.700 imóveis na Filadélfia.

Para fechar o ciclo de palestras, um painel sobre o que esperar de Trump. Gostando ou não do novo presidente norte-americano, todos os palestrantes concordaram que ele trará benefícios ao mercado de real estate. “No Brasil, o presidente, sendo A ou B, impacta de forma gritante. Nos EUA, não é assim. O presidente tem força política no exterior, mas internamente os poderes são muito estruturados e fortes, com um congresso sólido e leis muito bem estabelecidas. O país não muda por causa de um presidente”, afirmou Ariel Yaari, manager da Driftwood Acquisitions & Development, que opera e constrói hotéis nos Estados Unidos.

O Reglobal reuniu, no Rio de Janeiro (28/3) e em São Paulo (30/3), quase 200 investidores profissionais nos dois dias de evento.

Comentários

Nenhum comentário para esse post.

Adicionar comentário

[custom-page-js]