Estados Unidos são destaque da Ativore nas projeções para 2017

João Succar - 04 de janeiro de 2017

Um ano que pareceu se estender por uma década: assim foi 2016, com inúmeros acontecimentos que abalaram e permanecem preocupando todos os brasileiros, inclusive os investidores que buscam uma forma de proteger seu patrimônio diante de tanta instabilidade política e econômica.

Por isso, para começar 2017 com planejamento e estratégias em linha com o mercado de imóveis internacionais para rendimento, nós, da Ativore, traçamos aqui para você as boas notícias que o próximo ano nos reserva.

Estados Unidos – Embora a vitória de Donald Trump nas eleições presidenciais de 2016 tenha assustado muita gente, os empresários norte-americanos, especialmente os que atuam no segmento de real estate, enxergam a escolha do novo líder com otimismo, devido aos planos anunciados por Trump para reconstruir a infraestrutura norte-americana.

Quando o assunto é imóvel para rendimento no exterior, o país permanece em primeiro lugar no ranking como sendo o mais atrativo para investidores. Os estados do Texas, Geórgia e Flórida repetirão o bom desempenho de 2016, já que boa parte do desenvolvimento norte-americano tem partido deles.

Como o preço das residências é mais acessível (especialmente comparando com outras potências como Califórnia e Nova Iorque) e a demanda por moradia tem crescido, o mercado de aluguéis nesses estados seguirá em alta não só neste ano. A Ativore recomenda, fortemente, investimentos nesses locais.

E não se esqueça dessas dicas na hora de analisar se o imóvel é um bom negócio: crescimento do PIB, aumento no número populacional, diversificação econômica e a forte geração de empregos na cidade, bem acima da média do país, são fatores que chamam atenção quando o assunto é imóvel para rendimento no exterior.

Portugal – Desde 2013, ano em que o preço dos imóveis esteve mais baixo, o país vem sendo redescoberto como um mercado promissor e rentável para investidores de todo o mundo. Tivemos, assim, um ciclo de alta nos preços dos imóveis e aluguéis de temporada, em razão de diversos fatores como a recuperação econômica e a entrada de investidores estrangeiros. Se, por um lado, isso é excelente para quem entrou no mercado lá atrás, por outro, indica que tende a ficar mais difícil fazer bons negócios no país.

Para 2017, a Ativore recomenda cautela e “pé no chão”, para o investidor não entrar em negócios caros ou que dependam de uma continuidade no aumento de preços para serem viáveis.

A atenção deve ser redobrada nos casos de reabilitação, já que o investidor entra agora no projeto, que só será concluído daqui a dois anos, aproximadamente, quando muitas modificações já podem ter ocorrido no segmento.

Brasil – O ano que passou não foi nada bom para o segmento imobiliário brasileiro. Apesar de 2017 reservar ainda um ano difícil, na opinião da Ativore, a situação deve parar de piorar.

A decisão de comprar imóveis deve ser tomada pensando no longo prazo. No cenário atual, com elevado nível de incerteza política e econômica e com o medo do desemprego rondando a cabeça das famílias, dificilmente será um ano de muitos negócios. Para completar o quadro, temos altas taxas de juros e difícil aprovação de crédito, tanto para a produção quanto para o financiamento da compra. Como esse setor depende fortemente de crédito, é um cenário nada animador.

Algumas medidas para reanimar o setor foram tomadas, como o aumento no limite para o financiamento à compra de imóveis. Há também expectativa de uma pequena redução nas taxas de juros. Nossa perspectiva é que o cenário se estabilize, ainda que em um patamar ruim.

Como a Ativore pode contribuir na tomada de decisão dos investidores que buscam proteger seu patrimônio?

Nosso trabalho é focado em imóveis para renda no exterior, mas oferecendo aos nossos investidores todo apoio no planejamento tributário e sucessório. O que significa que procuramos entender, antes de tudo, qual é a situação e quais são os objetivos dos nossos clientes. Uma vez que entendemos isso, podemos ajudá-los a tomar as melhores decisões, sempre com foco na preservação patrimonial e na segurança financeira futura tanto deles quanto de suas famílias, o que é essencial para tempos de turbulência.

Em conjunto com o nosso cliente, ao chegarmos à conclusão de que o melhor caminho é investir em um imóvel no exterior, indicaremos o ativo que se encaixe em seu perfil, oferecendo todo o suporte para que isso seja feito de forma inteligente, econômica e com o mínimo de trabalho possível para ele.

Comentários

Nenhum comentário para esse post.

Adicionar comentário

[custom-page-js]