O mercado de imóveis residenciais em Atlanta, Georgia USA

Pedro Barreto - 12 de novembro de 2013

Um estudo recente classifica Atlanta como a cidade com o valor dos imóveis mais baixo quando comparado ao rendimento médio da população nos EUA. http://www.interest.com/mortgage/advice/2013-home-affordability-study-results/?MSA=8280

Com 5,5 milhões de habitantes, Atlanta tem sido uma das metrópoles mais estáveis dos EUA e com maior nível de crescimento ao longo da última década. Desde 2005 o número de habitantes da cidade cresceu cerca de 450.000 por ano, mais do que qualquer outra cidade americana, e o crescimento previsto até 2020 é de cerca de 20% (chegando a 6,4 milhões de habitantes).

Entre os fatores que contribuem para a atratividade da cidade de Atlanta encontram-se os seguintes:

  • A região sudeste dos Estados Unidos é a 4ª maior economia do mundo e Atlanta é o centro de distribuição desta região com a quinta maior concentração de empregos no setor de cadeia de suprimentos do país: 100.000+
  • O seu aeroporto é considerado o mais movimentado do mundo. 95 milhões de passageiros passaram por este aeroporto no ano passado, com um crescimento de3,3% em relação ao ano anterior;
  • Tem a quarta maior concentração de empresas da Fortune 500 e mais de 75% das 1000 maiores empresas tem operações na cidade;
  • Tem uma ampla base econômica não dependente de um determinado setor ou de apenas poucas empresas para apoiar a sua economia. Sedia entre outras empresas as seguintes: Coca-Cola, Home Depot, AT&T Mobility, UPS, Delta Air Lines, and Turner Broadcasting, CNN;
  • O desemprego em dois anos caiu 2,1% para 8,6% nos últimos dois anos sendo que no ano passado foi a metrópole com 2º maior crescimento nos EUA;
  • Classificada como a metrópole mais barata para fazer negócios dos EUA. Atlanta é dominada pelo partido republicano o que significa que é pro-negócios e pro-proprietários.
  • É conhecida por não ter ocorrência desastres naturais, sendo uma das cidades com melhor clima dos EUA com temperaturas amenas, mas sem frio excessivo (estes fatores refletem-se positivamente sobre os custos de seguros e sobre as despesas de manutenção dos imóveis)

Com a crise imobiliária de 2008 o setor de construção praticamente parou não tendo acompanhado o aumento populacional de Atlanta. A falta de acesso ao crédito pela classe média americana tem levado a um aumento da procura por imóveis de aluguel com efeitos positivos sobre o fluxo de caixa dos investidores.

Em determinadas regiões de Atlanta, conseguimos gerar rendimentos líquidos de aluguel entre 7,5% e 10,0% ao ano, sendo esta uma das razões pelas quais, o relatório Housing 2.0: The New Rental Paradigm da Morgan & Stanley identifica Atlanta como o terceiro melhor mercado dos EUA para adquirir imóveis residenciais.

Para o investidor profissional, tão importante quanto o valor bruto do aluguel são os custos operacionais do imóvel (incluindo condomínios, impostos de propriedade, alguns tipos de despesas de manutenção e seguros), que nos Estados Unidos são responsabilidade do proprietário. Nós procuramos mercados aonde os custos operacionais para o proprietário sejam até 30% do valor do aluguel.

Atlanta reúne um conjunto único de condições (inexistência de desastres naturais, impostos inferiores à média nacional, inexistência de custos de condomínios), que permitem que os custos operacionais para o proprietário sejam bastantes baixos, o que viabiliza rendimentos líquidos sobre o aluguel superiores à maioria dos mercados americanos.

Outro fator de atratividade do mercado de Atlanta para proprietários de imóveis é que maus inquilinos perdem os seus casos de despejo nos tribunais em cerca de 2 semanas, o que reduz eventuais os custos de vacância e de inadimplência dos imóveis.

Comentários

Nenhum comentário para esse post.

Adicionar comentário

[custom-page-js]