Investimento passivo em imóveis internacionais – o que fazer para obter o rendimento planejado

Pedro Barreto - 07 de dezembro de 2016

Você sabe o que é investimento passivo?

É aquele que não depende da sua dedicação diária, ou seja, está lá rendendo, mas sem que você use seu tempo para administrá-lo. Assim acontece também com os investimentos passivos no mercado imobiliário internacional. No início, você precisará reservar um tempo para a escolha do imóvel que melhor poderá gerar ganhos, mas, com a supervisão de profissionais qualificados, a propriedade trará para você a renda estimada.

Geralmente, o investidor que opta por esse tipo de negócio tem um perfil conservador e busca proteger seus bens em longo prazo, sem abrir mão, no entanto, de bons rendimentos. Além da renda passiva, os investidores em imóveis offshore procuram uma forma segura de diversificar seus investimentos geograficamente, em moeda forte e ativos reais.

Para auxiliar o investidor a ter uma boa experiência com renda passiva em imóveis internacionais, nós, da Ativore, utilizamos diversos critérios qualitativos e quantitativos de seleção e empreendemos busca criteriosa por produtos que ofereçam uma atraente rentabilidade.

Como em qualquer investimento, é essencial entender os fundamentos do negócio e os riscos a que ele está exposto. No caso específico de propriedades para rendimento, o investidor deve procurar aquelas localizadas em cidades com projeção de crescimento, produtos e serviços, e que tenham um mercado de trabalho bem desenvolvido e uma vizinhança qualificada – isso vai se traduzir em uma demanda perene pelo imóvel. Além disso, o investidor deve fazer uma análise do custo total da propriedade ao longo de todo o ciclo de investimento, começando pelo seu estado de conservação inicial e pelo custo para colocá-la em uso até seu custo de manutenção e administração.

Finalmente, é extremamente importante conhecer e selecionar bem quem serão os responsáveis pela administração e manutenção do imóvel, para evitar possíveis problemas ao longo do investimento.

Quanto pretendo obter com os rendimentos em imóveis?

O valor da carteira irá depender do nível de rendimento que o investidor pretende obter. Se o objetivo é alcançar um rendimento, por exemplo, de US$ 5 mil ao mês (US$ 60 mil ao ano) e assumindo que ele consiga gerar uma rentabilidade líquida (depois de abatidas todas as despesas, sem se esquecer das previsões de vacância e despesas de manutenção) de 7% ao ano, por cálculo inverso ele precisa ter uma carteira de US$ 860 mil em imóveis.

Uma das perguntas mais frequentes do investidor que chega aqui na Ativore é se existe a possibilidade de viver apenas de rendimentos passivos em imóveis, e a resposta é: SIM!

Muitos investidores vivem dessa renda ou constroem carteiras de investimento imobiliário para o futuro. Para isso, deixo algumas dicas:

  • Procure aconselhamento de profissionais especializados em imóveis de rendimento;
  • Evite modismos, pois em geral, quando o mercado e a grande imprensa começam a falar sobre um determinado mercado, o momento de compra já passou;
  • Sempre busque imóveis com boa geração de fluxo de caixa líquido (sem se esquecer de abater todas as despesas). A probabilidade de o investidor adquirir um imóvel por um preço alto, caso a rentabilidade do aluguel seja atrativa, diminui bastante;
  • Faça o dever de casa sobre planejamento tributário e sucessório. Contar com a expertise de um consultor competente pode economizar muito dinheiro e evitar dores de cabeça no futuro.

Comentários

Nenhum comentário para esse post.

Adicionar comentário

[custom-page-js]