Porque a América abandonou a casa própria para se tornar uma nação de inquilinos

Ativore Global Investments - 05 de junho de 2017

Confira o artigo: https://www.biggerpockets.com/renewsblog/america-renter-nation/?utm_source=newsletter

Resumo do artigo:
A taxa de residentes que são proprietários dos imóveis em que vivem, 62,9%, é a menor desde 1965. O pico foi em 2004, quando atingiu 70%. Mais e mais pessoas estão adiando ou desistindo de comprar uma casa própria e existem algumas razões para isso:

  • Capacidade de compra: com o aumento nos preços das residências e com maiores dificuldades em se conseguir financiamento, está mais difícil ser proprietário.
  • Incerteza econômica: a incerteza econômica tem gerado nas pessoas um desejo maior por flexibilidade e mobilidade, o que tem afastado elas da compra de uma residência.
  • Conhecimento: gerações mais educadas e que vivenciaram a crise de 2008 estão mais avessas à aquisição de um imóvel.
  • Liberdade: Millennials consideram que a aquisição de um imóvel restringe sua liberdade, em especial a de mudança de emprego.
  • O passivo de um financiamento imobiliário: muitos americanos consideram que o novo “American Dream” é a liberdade financeira e não uma bela casa com um enorme financiamento para pagar.

Comentário Ativore:
Sem dúvida, o sonho americano de ser um feliz proprietário de uma casa de subúrbio com jardim e dois carros na garagem está, aos poucos, mudando. Por razões que vão desde a crise de 2008 e suas consequências até mudanças culturais e geracionais, ser proprietário perdeu apelo para uma parte da população. E várias dessas mudanças são estruturais e irão permanecer no longo prazo. Entretanto, algo não mudou: todos precisam de um lugar para morar. Isso significa que o mercado de locação aumentou, abrindo mais espaço para investidores em busca de renda de aluguel.

Comentários

Nenhum comentário para esse post.

Adicionar comentário

[custom-page-js]